Aba 1

Trupe da Kuki Clínica Veterinária
E-mail
Resolva :

Postado em 04 de Outubro às 07h46

Como saber de qual tamanho um cão ficará quando crescer?

Trupe da Kuki Clínica Veterinária Na hora de adotar um cachorro, uma das principais preocupações é saber o tamanho que ele chegará na vida adulta. No caso de cães de raça, é mais fácil...
Na hora de adotar um cachorro, uma das principais preocupações é saber o tamanho que ele chegará na vida adulta. No caso de cães de raça, é mais fácil ter essa ideia, mas e quando estamos falando dos cães sem raça definida? Como saber de qual tamanho um cão ficará quando crescer?
Cães com raça definida
Nesse caso, para identificar o tamanho que seu cão chegará na vida adulta, atente-se em alguns pontos:
  • Pesquise sobre a raça e o porte que os cães costumam chegar. Inclusive, no caso de uma raça com vários tamanhos diferentes, entenda de qual porte eram os pais.
  • No caso de raças com portes parecidos, analise o tamanho dos pais. Fêmeas costumam puxar o tamanho da mãe e machos do pai. E, se a diferença entre os dois for muito grande, é provável que seu filhote alcance um tamanho intermediário.
  • Para o caso de raças misturadas, a probabilidade maior é, também, um tamanho médio entre as duas.
  • Cães sem raça definida
    Identificar o tamanho de um filhote sem raça definida é sempre mais complicado, principalmente porque, em grande parte dos casos, não sabemos o tamanho dos pais. E, quando conhecemos apenas a mãe, não sabemos se o pai tinha um porte parecido para conseguirmos comparar e tirar uma média.
    Então, nesse caso, a atenção precisa ficar em alguns pontos:
  • Se o seu filhote possui patas e orelhas muito grandes e desproporcionais ao tamanho, é bastante provável que ele ainda cresça bastante.
É possível ter uma ideia do porte fazendo um cálculo: pegue o peso do cão, divida por sua idade calculada por semanas e, depois, multiplique o resultado por 52, que é o número de semanas que existe dentro de um ano. Isso ajuda a prever o crescimento médio neste período. Lembre-se que cães de grande porte podem crescer até os dois anos de idade!
Não existe uma maneira de ter certeza sobre o tamanho que qualquer filhote ficará. Mas uma coisa é certeza: o amor será mil vezes maior que ele!

Postado em 04 de Outubro às 07h39

Plantas comestíveis para gatos: como administrar

Dicas (15)Gatos (13)
Trupe da Kuki Clínica Veterinária Se você tem um jardinzinho, provavelmente já viu seu gato mastigando algumas de suas plantinhas. Estranho? Não mesmo. Existem sim plantas comestíveis e os gatos amam! Por...
Se você tem um jardinzinho, provavelmente já viu seu gato mastigando algumas de suas plantinhas. Estranho? Não mesmo. Existem sim plantas comestíveis e os gatos amam! Por quê? Porque algumas ervas são calmantes e algumas ajudam a provocar vômitos para eliminar bolas de pelo.
Benefícios
Além de paladar mais agradável e um cheiro gostoso, algumas plantas têm efeitos anti inflamatórios para os miaus.
“Outras melhoram o trânsito intestinal e ajudam a emagrecer”, explica o veterinário José Mourinho.
Cuidados com plantas comestíveis
O médico veterinário também alerta para os riscos ligados ao excesso ou uso de plantas tóxicas.
“Os jardins são ótimos para gato, mas todas as plantas devem ser bem escolhidas”.
O consumo deve ser supervisionado para evitar exageros, mas acostumar o gato desde filhote também ajuda. No caso de gatos adultos, vasos são uma boa alternativa, pois é possível colocar e remover em horários controlados e sob supervisão.
Como escolher
Para garantir a segurança total do seu bichano na hora de lidar com plantas comestíveis e plantas tóxicas, é sempre bom consultar um veterinário. Aqui você pode conferir uma lista de plantas que podem intoxicar o seu miau e que você deve tomar cuidado na hora de colocar no seu jardim ou ao alcance de seus animais domésticos.
Além disso, é muito necessário escolher de acordo com o espaço disponível na casa, tempo para cuidar do jardim e a própria habilidade.
Além disso, é bom escolher as plantas que o seu gato mais gosta e, algumas vezes, as que ele mais precisa.
O médico veterinário José Mourinho também dá dicas de quais ele acha melhores: “Grama de alpiste, trigo ou aveia. Valeriana. Bambu ou girassóis para observar e explorar. As medicinais como erva cidreira, camomila e lavanda são ótimas também. E até alguns cactos para o gato se esfregar”.



Postado em 26 de Setembro às 08h06

Como separar uma briga de cachorros

Dicas (15)

Postado em 21 de Setembro às 07h54

O que devo fazer se for mordido por um cachorro

Dicas (15)