Aba 1

Trupe da Kuki Clínica Veterinária
E-mail
Resolva :

Blog Dicas

Postado em 19 de Fevereiro às 14h30

8 dicas para tratar queda de pelo de cachorro

Dicas (25)
Trupe da Kuki Clínica Veterinária A queda de pelo de cachorro acontece, naturalmente, devido à troca de pelos, que é um processo natural, com maior intensidade nas épocas de verão e inverno. Com a troca,...
A queda de pelo de cachorro acontece, naturalmente, devido à troca de pelos, que é um processo natural, com maior intensidade nas épocas de verão e inverno. Com a troca, ocorre é claro, a queda de pelo, que acontece com maior frequência em cachorros que possuem uma pelagem dupla, que é uma pelagem interna macia e espessa que ajuda a protegê-lo de temperaturas extremas.
A troca de pelos acontece em todos os cachorros que possuem pelos e tem uma duração de cerca de um mês, podendo variar.
Para entender melhor sobre a troca e queda de pelo de cachorro, é importante saber porquê ela ocorre e como funciona o organismo do animal com relação à pelagem e pelos.
Qual é a função dos pelos?
Os pelos têm funções importantes tanto em cães como em gatos, portanto é importante não exagerar na tosa deles.
A presença dos pelos é importante, pois são eles que protegem a pele e são responsáveis por manter a temperatura corporal ideal dos pets. Tosas radicais podem fazê-los sentir frio!
Por isso, respeite as características de pelagem e perceba os momentos de troca de pelos.
Por que o cachorro perde pelo?
Como já citamos, a queda de pelo de cachorro é algo natural que geralmente acontece quando ocorrem grandes variações na temperatura, como o verão e inverno. Porém, é importante saber identificar pois existem algumas outras causas não naturais.
Quedas de pelos assimétricas, ou seja, apenas em uma parte específica do corpo, geralmente são causadas por parasitas. Já as quedas simétricas, que acontecem por todo o corpo, geralmente são ocasionadas por problemas hormonais no animal. Geralmente as quedas estão relacionadas com micoses, infecções de pele, estresse, sarna e alergias.
Caso seu cão esteja com uma queda de pelo não natural, procure um veterinário, pois essa queda pode ser apenas um sintoma de outro problema. É importante procurar a ajuda de um especialista, pois somente ele pode avaliar bem o caso e apresentar um diagnóstico.
Como diminuir a queda de pelo do cachorro?
Se você identificou que a queda de pelo no seu cachorro é natural mesmo, de acordo com a troca, então confira abaixo as dicas para tratar e diminui-la. A troca da pelagem é irreversível, mas você pode tomar alguns cuidados para amenizar a situação, pois pelos espalhados no chão ou em móveis da casa podem causar incômodo, portanto, caso a queda esteja ocorrendo de forma exagerada, siga estas dicas:
1. Tosa
O pelo do cachorro vai cair de qualquer jeito, então é interessante realizar uma tosa e eliminar um pouco do pelo indesejado em excesso. Fazer isto é melhor do que ver o pelo do seu cãozinho caindo dentro de sua casa. Só não exagere na tosa, como já citado anteriormente, o pelo tem funções importantes para o cão.
2. Escovação
Escovar seu cãozinho todos os dias também ajuda bastante. O pelo cai próximo de você quando estiver escovando, e já fica fácil identificá-lo e descartá-lo. Escove sempre na direção do pelo, isso remove os pelos soltos e mortos e não vai ser tão desagradável para seu cachorro. Isso vai impedir com que ele caia depois nos tapetes, roupas e móveis.
Para realizar uma escovação eficaz, nós indicamos a Escova Furminator.
3. Higiene
Cuidar da higiene do cachorro é essencial, por isso, recomendamos que dê um banho nele a cada 15 dias, no mínimo, para evitar a umidade corporal em excesso.
Clique aqui e conheça mais dicas sobre banhos para cachorro.
Caso perceba algum sinal preocupante em seu cão, ele pode estar com alguma doença. Após consultar com o veterinário, ele indicará a melhor solução, que pode ser shampoos para seborreia, atopia (alergias), fungo, bactéria, sarna, irritação e outros.
4. Sol
Cachorros que vivem apartamento e/ou não passeiam com frequência são mais propensos a sofrer com queda de pelos. Então lembre-se de deixar um cantinho na sua casa ou apartamento para que ele possa pegar um pouco de sol e também levá-lo para passear em horários agradáveis com bastante iluminação solar.
5. Alimentação
Uma das causas da troca de pelo demasiada é a má alimentação do animal. Assim como em nós, humanos, a alimentação interfere muito em nossa estética, na pele e nos cabelos.
Por isso, a ração deve conter todos os nutrientes necessários para a dieta do seu cachorro.
Siga as recomendações do veterinário referente à ração mais adequada para seu cachorro.
6. Sinais
Se o seu cachorro está se coçando além do normal, com a pele descamada ou feridas, analise-o para ver se não está com pulgas ou carrapatos.
Esta pode ser uma causa para a queda de pelos que pode se transformar em um problema maior futuramente.
7. Profissional
Nunca se esqueça das consultas periódicas ao veterinário do seu cachorro. Qualquer sinal estranho, ele deve saber para poder avaliar e tratar qualquer problema.
A queda de pelo do cachorro é algo natural e um dono tem que se acostumar com isso. Quedas grandes de pelos não são normais, se caso seu cão está com uma queda grande de pelo, procure um veterinário.
8. Limpeza
Uma outra recomendação é ter em casa um aspirador de pó portátil para aspirar o pelo assim que ele for encontrado, facilitando a higienização do ambiente.
 
Com estas 8 dicas, esperamos que você consiga cuidar da melhor forma da saúde da pele do seu cachorro, evitando a queda e outros problemas maiores.
 
 

Postado em 07 de Fevereiro às 08h33

Carrapato em cães: conheça os riscos e saiba o que precisa ser feito

Cães (14)Dicas (25)
Trupe da Kuki Clínica Veterinária O problema é bastante comum e tem várias consequências, mas pode ser evitado com alguns cuidados Todo mundo sabe que carrapato em cães não é nada positivo. Por...
O problema é bastante comum e tem várias consequências, mas pode ser evitado com alguns cuidados
Todo mundo sabe que carrapato em cães não é nada positivo. Por serem parasitas que se alimentam do sangue dos pets, podem transmitir doenças graves, como a Babesiose e a Erlichiose (ou Erliquiose). É o tipo de bicho que está em todo lugar que envolve grama, como o parquinho onde levamos os cães para passear. 

Além de se espalharem por aí, existem ao redor do mundo mais de 800 espécies. O  carrapato que atinge os cachorros é chamado de “carrapato estrela” ou “carrapato vermelho do cão” e é muito comum no Brasil.
O maior problema, como dito antes, é a possibilidade de o carrapato transmitir algumas enfermidades que podem levar o cão a óbito. No Brasil, as doenças mais comuns são:
  • Babesiose; 
  • Erlichiose ou Erliquiose; 
  • Febre Maculosa; 
  • Doença de Lyme 

O tratamento deve ser acompanhado sempre com um veterinário, para garantir a saúde do pet.

O pet pegou carrapato: o que fazer?

Pensou em arrancar o carrapato com as próprias mãos ou com uma pinça? Então, é melhor mudar de ideia porque não é o indicado. Embora pareça prático, ao retirar o parasita de forma incorreta é possível que algumas partes do corpo dele fiquem presas ao cão, o que pode gerar infecções.

Para ajudar nesse trabalho e evitar que o animal tenha alguma complicação, muitos pet shops vendem pinças próprias para a retirada dos carrapatos, garantindo que eles sejam extraídos da maneira correta. No entanto, se ainda assim, não se sentir seguro para fazer isso, procure a ajuda de um profissional. 


Se mesmo depois da retirada, os carrapatos voltarem, fique atento aos lugares que o pet tem frequentado. Evite levá-lo em locais que possam estar infestados e o ideal é desinfetar sua casa e a casinha do cachorro caso tenham parasitas. Conhecer novos espaços para levar o cão pode ser uma boa saída também.  
Além disso, um médico veterinário pode indicar produtos especializados na prevenção de carrapato. Alguns chegam a oferecer banhos carrapaticidas e coleiras que impedem a aproximação dos parasitas. Mas é importante lembrar que não é recomendado oferecer qualquer um desses produtos ao cão sem orientação do médico.
 

Postado em 31 de Janeiro às 09h14

Benefícios da Ração Natural para Cães

Dicas (25)
Trupe da Kuki Clínica Veterinária Os benefícios da ração natural para cães são muitos. Esse tipo de ração para cães fornece todos os nutrientes importantes para uma...

Os benefícios da ração natural para cães são muitos. Esse tipo de ração para cães fornece todos os nutrientes importantes para uma boa dieta canina. Se você quer manter a saúde canina de seu amigo em dia, uma boa dica é oferecer sempre ração natural para cães.
 
ração natural para cães é uma forma de oferecer uma alimentação natural para o seu cão. Da mesma forma que os médicos nos recomendam comer comidas naturais e evitar artificialidades, assim deve ser com os cães. Portanto, o maior benefício que a ração natural para cães pode oferecer é uma alimentação natural, livre de corantes e conservantes artificiais.
 
Entre outros benefícios da ração natural para cães está o fato de ajudar na diminuição da queda dos pelos, além de reduzir as fezes e melhorar a vida do seu companheiro. Escolher o melhor alimento para cães é uma boa forma de manter o bem estar do seu amigo.

Por que dar ração natural para seu cão?

 
Como já destacamos neste artigo, a alimentação natural é uma forma de obter qualidade de vida. Tudo que é natural ajuda a combater doenças, manter o peso ideal, dá mais energia e é por isso que oferecer ração natural para seus cães irá fazer com que ele tenha uma vida mais saudável e feliz.
 
Naturalis é uma linha de rações naturais da Total Alimentos, desenvolvidas e examinadas por especialistas do ramo veterinário e nutrição animal, para que realmente supra todas as necessidades de seu amiguinho e garanta que ele tenha uma vida longa e feliz ao seu lado.
 
 

Qual a importância do seu cão ter uma boa digestão?

 
É importantíssimo que seu amigo tenha uma boa digestão para que ele possa se sentir bem! A importância da digestão caninaestá relacionada, com o fato da mesma, ajudar seu pet a ter um bom desenvolvimento físico e um cão com boa digestão tem um humor mais tranquilo.
 
Caso seu companheiro apresente vômitos, prisão de ventre, flatulência, diarreia ou reclamar quando se alimentar, você deve procurar um veterinário! Dê bastante água para seu amigo e procure um especialista.
 
Ração Naturalis, por ser uma ração para cães natural, oferece aos peludinhos, além de toda nutrição que precisam para uma vida saudável, uma digestão facilitada por ser composta apenas por ingredientes naturais.


Postado em 22 de Janeiro às 10h28

6 cuidados que você deve ter com o seu pet no verão

Cães (14)Dicas (25)Gatos (18)
Trupe da Kuki Clínica Veterinária A temporada de sol e calor já chegou. Saiba como cuidar do seu amigo com as temperaturas cada vez mais altas!   Com o verão, a temperatura fica complicada até para...
A temporada de sol e calor já chegou. Saiba como cuidar do seu amigo com as temperaturas cada vez mais altas!
 
Com o verão, a temperatura fica complicada até para nós humanos. Para os animais, a situação não é diferente. Sabendo disso, é importante tomar alguns cuidados especiais com os seus pets. Quer saber mais sobre o assunto? Então dá uma olhada!
Garantindo o bem-estar do seu pet no verão
De acordo com a veterinária Daniela Brecht, do Hospital Veterinário Amizade, uma das principais recomendações para a estação é prestar muita atenção no seu pet. “Certas atitudes dão clareza de que o calor atrapalha, inclusive, a movimentação deles, como, por exemplo, a boca aberta e a respiração ofegante que os impedem até de caminhar”, explica. 
Quais as raças com maior dificuldade no calor?
Segundo a especialista, os cães mais sensíveis ao calor são os Bulldogs, Pugs, Boxers, Shitsus, Lhasas Apso e Pequinês, pois todos esses possuem o focinho curto, causando dificuldade para respirar e perder calor.
Cuidados que você deve tomar no verão
  • Dê passeios com o seu pet antes das 9h ou a partir das 18h;
  • Troque a água do animal frequentemente para oferecer um líquido de temperatura mais fresca;
  • Para diminuir o calor do seu pet, deixe os pelos de cães e gatos em um tamanho menor;
  • Reserve um local com sombra para que seu amigo fique confortável;
  • Não deixe o animal preso em lugares apertados e sem ventilação;
  • Evite deixar as rações expostas por um longo período.

Dicas para promover pelos saudáveis ao seu cão17/01 Cuidar da saúde do seu cão é uma grande responsabilidade! Manter os pelos saudáveis é importante e deve fazer parte de uma rotina de cuidados. Como já dissemos aqui no blog, a queda de pelo é um processo natural para os cachorros. Mas também pode ser evitada com alguns cuidados básicos no dia a dia do seu pet. Uma......
Preparação física dos cães10/01 Você sabia que os pets precisam se exercitar? Uma vida sedentária pode levá-lo a ter diversos problemas de saúde. O bom da prática do exercício dos cães é que na maioria das vezes o dono precisa ser......
Cachorro com medo de fogos de artifício12/12/17 O medo de fogos de artifício é uma fobia muito comum nos cães. O réveillon é uma época temida por donos e cães. É normal que eles assustador o barulho alto e repentino e o clarão que se forma no......
Plantas comestíveis para gatos: como administrar04/10/17 Se você tem um jardinzinho, provavelmente já viu seu gato mastigando algumas de suas plantinhas. Estranho? Não mesmo. Existem sim plantas comestíveis e os gatos amam! Por quê? Porque algumas ervas são......
Consulta veterinária pediátrica: o que devo saber?15/09/17 Levar o filhote ao veterinário é muito importante tão logo ele chegue à nova casa. O veterinário vai examinar o animal e recomendar tudo o que ele precisa durante essa fase tão importante de......
Transporte de animais no carro17/08/17 Seja para uma viagem longa, uma ida ao veterinário ou apenas um passeio na casa da vovó, muito provavelmente alguma vez na vida você vai andar de carro com seu animalzinho. Mas o transporte de animais no carro exige alguns cuidados em prol......
Cachorro gripado: sintomas e tratamentos31/07/17 Se tem uma coisa que nós humanos já estamos acostumados é pegar aquela tradicional gripe pelo menos uma vez por ano, né? Nariz escorrendo, tosse, espirro, moleza no corpo e às vezes até febre. Pois saiba que nossos......
Cuidados importantes com cães idosos11/07/17 A idade vai chegando e os cuidados devem ser cada vez maiores! Neste artigo você vai saber quais são os cuidados importantes com cães idosos. Você sabe com quantos anos um cão é considerado idoso? Então......
Gatos podem tomar leite? A verdade sobre esse alimento25/06/17 É muito comum donos de gatos se perguntarem: gatos podem tomar leite? Isso porque vemos isso acontecendo em filmes e desenhos animados. E então? Não, gatos não podem tomar leite. Sim, eles gostam, é verdade. No entanto,......
Fraturas em animais domésticos - primeiros socorros21/06/17 Qual cãozinho ou gatinho não gosta de uma nova aventura? Escalar uma cortina, pular para o telhado do vizinho, saltar da escada ou até um pulo repentino do sofá podem resultar em fraturas. Pode parecer difícil, mas no caso......
Alergias respiratórias: causas, sintomas e tratamentos18/04/17 O que causa alergias respiratórias A alergia é, na verdade, uma resposta exagerado do nosso sistema imunológico quando entra em contato com alguma substância específica, chamada de alérgeno. Essas substâncias......
5 dicas importantes sobre a chegada de um filhote02/03/17 Seu melhor amigo chegou em casa. Um filhote, que exige atenção, cuidados especiais e que provavelmente aprontará bastante durante essa fase… Nesse momento, vem o medo de tornar o ambiente mais seguro e confortável, para que......
5 comportamentos essenciais para ensinar para o filhote07/02/17 Quando trazemos um filhote para nossa casa, estamos trazendo ele ao nosso mundo e precisamos ensiná-lo a conseguir desenvolver habilidades necessárias para ter uma vida boa na nossa rotina corrida. A maneira como ensinamos nossos cães vai......
Coceira em cães: seu cão se coça mais do que o normal?20/01/17 Comer, beber água, dormir, brincar e se coçar: essas são algumas das atividades que nossos cães costumam fazer todos os dias. No entanto, se seu cachorro está se coçando mais do que o normal, esse pode ser um sinal de......
Tosa Higiênica: entenda19/01/17 Entenda a Tosa Higiênica para Pets. De extrema importância para a saúde dos cães, a tosa higiênica deve estar sempre na agenda de seu pet A tosa higiênica é tida como um dos cuidados mais importantes para a......