Aba 1

Trupe da Kuki Clínica Veterinária
E-mail
Resolva :

Blog Dicas

Postado em 04 de Outubro às 07h39

Plantas comestíveis para gatos: como administrar

Dicas (15)Gatos (13)
Trupe da Kuki Clínica Veterinária Se você tem um jardinzinho, provavelmente já viu seu gato mastigando algumas de suas plantinhas. Estranho? Não mesmo. Existem sim plantas comestíveis e os gatos amam! Por...
Se você tem um jardinzinho, provavelmente já viu seu gato mastigando algumas de suas plantinhas. Estranho? Não mesmo. Existem sim plantas comestíveis e os gatos amam! Por quê? Porque algumas ervas são calmantes e algumas ajudam a provocar vômitos para eliminar bolas de pelo.
Benefícios
Além de paladar mais agradável e um cheiro gostoso, algumas plantas têm efeitos anti inflamatórios para os miaus.
“Outras melhoram o trânsito intestinal e ajudam a emagrecer”, explica o veterinário José Mourinho.
Cuidados com plantas comestíveis
O médico veterinário também alerta para os riscos ligados ao excesso ou uso de plantas tóxicas.
“Os jardins são ótimos para gato, mas todas as plantas devem ser bem escolhidas”.
O consumo deve ser supervisionado para evitar exageros, mas acostumar o gato desde filhote também ajuda. No caso de gatos adultos, vasos são uma boa alternativa, pois é possível colocar e remover em horários controlados e sob supervisão.
Como escolher
Para garantir a segurança total do seu bichano na hora de lidar com plantas comestíveis e plantas tóxicas, é sempre bom consultar um veterinário. Aqui você pode conferir uma lista de plantas que podem intoxicar o seu miau e que você deve tomar cuidado na hora de colocar no seu jardim ou ao alcance de seus animais domésticos.
Além disso, é muito necessário escolher de acordo com o espaço disponível na casa, tempo para cuidar do jardim e a própria habilidade.
Além disso, é bom escolher as plantas que o seu gato mais gosta e, algumas vezes, as que ele mais precisa.
O médico veterinário José Mourinho também dá dicas de quais ele acha melhores: “Grama de alpiste, trigo ou aveia. Valeriana. Bambu ou girassóis para observar e explorar. As medicinais como erva cidreira, camomila e lavanda são ótimas também. E até alguns cactos para o gato se esfregar”.



Postado em 26 de Setembro às 08h06

Como separar uma briga de cachorros

Dicas (15)

Postado em 21 de Setembro às 07h54

O que devo fazer se for mordido por um cachorro

Dicas (15)

Postado em 15 de Setembro às 08h30

Consulta veterinária pediátrica: o que devo saber?

Dicas (15)
Trupe da Kuki Clínica Veterinária Levar o filhote ao veterinário é muito importante tão logo ele chegue à nova casa. O veterinário vai examinar o animal e recomendar tudo o que ele precisa durante essa fase...
Levar o filhote ao veterinário é muito importante tão logo ele chegue à nova casa. O veterinário vai examinar o animal e recomendar tudo o que ele precisa durante essa fase tão importante de crescimento.
Basicamente o que será feito é:
1 – Prescrição da alimentação mais adequada: você já se perguntou por que existem tantas rações e tipos no mercado? Elas existem, pois, as necessidades nutricionais de filhotes de diversos portes são diferentes e há até mesmo diferenças entre as raças. O formato e tamanho da ração para um filhote pequeno é diferente de um filhote grande, ou até o formato para cães com focinhos mais curtos pode ser diferente de animais de focinhos mais compridos. Portanto, nada melhor que o médico veterinário para poder dizer o número de vezes e intervalo entre as refeições, e qual a melhor opção.
2 – Solicitação de exames de fezes e sangue: para saber se seu animal não tem doenças e poder iniciar o ciclo de vacinas, é importante realizar alguns exames preventivos. Esses são os mais básicos e necessários. Peça anualmente.
 
3 – Indicação de vermífugos e vacinas: várias doses de vermífugos e vacinas serão necessárias. O veterinário vai esclarecer as dúvidas e fazer as indicações desses preventivos.
4 – Informar sobre a castração: isso porque castrar antes do primeiro cio ou no caso de machos antes de começarem a demarcar território é extremamente benéfico ao pet; o veterinário vai explicar como é feito, o que é necessário para realizar o procedimento e a melhor idade para isso.
5 – Examinar fisicamente: várias ocorrências podem ser bem comuns na infância, tais como: diarreias, dores de ouvido, descamação na pele, falta de cálcio, etc. O médico veterinário através dos seus conhecimentos irá indicar a melhor terapia para trazer o animal às condições saudáveis.
 
 

Transporte de animais no carro17/08 Seja para uma viagem longa, uma ida ao veterinário ou apenas um passeio na casa da vovó, muito provavelmente alguma vez na vida você vai andar de carro com seu animalzinho. Mas o transporte de animais no carro exige alguns cuidados em prol da segurança, para isso existem leis que obrigam os motoristas a prestarem atenção nestes cuidados, sob a pena de multas. Mas hoje em......
Cachorro gripado: sintomas e tratamentos31/07 Se tem uma coisa que nós humanos já estamos acostumados é pegar aquela tradicional gripe pelo menos uma vez por ano, né? Nariz escorrendo, tosse, espirro, moleza no corpo e às vezes até febre. Pois saiba que nossos......
Cuidados importantes com cães idosos11/07 A idade vai chegando e os cuidados devem ser cada vez maiores! Neste artigo você vai saber quais são os cuidados importantes com cães idosos. Você sabe com quantos anos um cão é considerado idoso? Então......
Gatos podem tomar leite? A verdade sobre esse alimento25/06 É muito comum donos de gatos se perguntarem: gatos podem tomar leite? Isso porque vemos isso acontecendo em filmes e desenhos animados. E então? Não, gatos não podem tomar leite. Sim, eles gostam, é verdade. No entanto,......
Fraturas em animais domésticos - primeiros socorros21/06 Qual cãozinho ou gatinho não gosta de uma nova aventura? Escalar uma cortina, pular para o telhado do vizinho, saltar da escada ou até um pulo repentino do sofá podem resultar em fraturas. Pode parecer difícil, mas no caso......
Alergias respiratórias: causas, sintomas e tratamentos18/04 O que causa alergias respiratórias A alergia é, na verdade, uma resposta exagerado do nosso sistema imunológico quando entra em contato com alguma substância específica, chamada de alérgeno. Essas substâncias......
5 dicas importantes sobre a chegada de um filhote02/03 Seu melhor amigo chegou em casa. Um filhote, que exige atenção, cuidados especiais e que provavelmente aprontará bastante durante essa fase… Nesse momento, vem o medo de tornar o ambiente mais seguro e confortável, para que......
5 comportamentos essenciais para ensinar para o filhote07/02 Quando trazemos um filhote para nossa casa, estamos trazendo ele ao nosso mundo e precisamos ensiná-lo a conseguir desenvolver habilidades necessárias para ter uma vida boa na nossa rotina corrida. A maneira como ensinamos nossos cães vai......
Coceira em cães: seu cão se coça mais do que o normal?20/01 Comer, beber água, dormir, brincar e se coçar: essas são algumas das atividades que nossos cães costumam fazer todos os dias. No entanto, se seu cachorro está se coçando mais do que o normal, esse pode ser um sinal de......
Tosa Higiênica: entenda19/01 Entenda a Tosa Higiênica para Pets. De extrema importância para a saúde dos cães, a tosa higiênica deve estar sempre na agenda de seu pet A tosa higiênica é tida como um dos cuidados mais importantes para a......