Aba 1

Trupe da Kuki Clínica Veterinária
E-mail
Resolva :

Postado em 21 de Fevereiro de 2017 às 06h21

Bebê novo em casa! Como meu cachorro vai lidar?

Trupe da Kuki Clínica Veterinária Novidades em casa: um bebê está chegando! Isso mesmo, seu cachorrinho vai ganhar um irmão humano! Já posso até imaginar a farra que os dois farão juntos com todos aqueles...

Novidades em casa: um bebê está chegando! Isso mesmo, seu cachorrinho vai ganhar um irmão humano! Já posso até imaginar a farra que os dois farão juntos com todos aqueles brinquedos espalhados pela casa e as sonequinhas gostosas no meio da tarde. Nos vídeos do Facebook essa relação é sempre muito linda, né? Mas você precisa tomar algumas medidas para que não haja ciúme entre os dois moradores da casa e eles venham a ser os melhores amigos.

  • Trupe da Kuki Clínica Veterinária -

Antes de mais nada, se você ainda tem alguma dúvida se é saudável ou não manter um animalzinho perto de um bebê, já vou te adiantar que é sim!

Pode procurar, diversas pesquisas, nacionais e internacionais, comprovam que os recém-nascidos que convivem com cachorros fortalecem mais rapidamente o sistema imunológico.

Aí você deve estar se perguntado: “mas os animais não possuem diversos germes e bactérias?” E eu respondo que sim! E é exatamente por isso que os bebês fortalecem as defesas do corpo mais rápido.

O Hospital Universitário Kuopio, da Finlândia fez uma pesquisa e olha só o resultado: os bebês sortudos que convivem com cachorros, têm 44% menos chances de ter as famosas infecções de ouvido, além de terem 29% menos chances de precisarem tomar antibióticos. Demais, né?

Bom, inseguranças esclarecidas, hora de prepararmos o peludo para a chegada do novo morador. Vamos lá:

Antes da chegada
Seu animalzinho vai acompanhar sua gravidez mas, ao contrário de uma criança, ele não vai entender o que vai surgir daquele barrigão depois de alguns meses. Por isso é importante prepará-lo para a chegada do bebê antes do primeiro encontro. Se forem ocorrer mudanças no espaço da casa, como por exemplo, proibir a entrada do animal no quarto do neném, é muito importante que essa restrição vá sendo feita aos poucos e durante a gravidez, para quando o bebê chegar, o animal já ter se acostumado e não relacionar a proibição à chegada do mesmo.

Outra dica muito eficaz é levar um paninho com o cheirinho do bebê, ainda antes desse chegar em casa, para que o cachorro possa ir se identificando com o novo morador.

  • Trupe da Kuki Clínica Veterinária -

Chegamos
Como de costume, o cachorro fará uma enorme festa ao reencontrar sua mãe que ficou um tempo fora. Essa agitação não é saudável para o cão e nem para o primeiro encontro com o bebê. Assim, peça para que alguém espere com a criança enquanto você cumprimenta o cachorro. Faça festa, dê bastante carinho e acalme o bichinho. Depois da euforia, você pode apresentar o novo membro da família.

Devagar
Espere que o animal esteja calmo. É sempre importante que o cachorro assemelhe momentos de tranquilidade enquanto estiver com o bebê, para evitar pulos e movimentos muito bruscos.

Comece deixando ele sentir o cheiro dos pertences que vieram com o bebê e depois deixe que ele cheire os pezinhos. Dessa forma o bebê também vai se acostumando com o contato daquela coisinha peluda.

É importante que toda vez que o animal estiver perto do bebê e apresentar um comportamento calmo ele seja recompensado. Nada melhor do que carinhos e petiscos para entender que, perto daquela nova criaturinha, ele deve se manter tranquilo.

  • Trupe da Kuki Clínica Veterinária -

Minha rotina fica
Como já disse, se você quiser que alguma coisa na rotina do seu animal mude com a chegada do bebê, essa transição deve ser feita durante a gravidez. Nunca, de forma alguma, repreenda o cachorro por fazer algo que você não queira e que envolva o bebê. Por exemplo: se quiser que ele não tenha acesso ao quarto da criança, deixe claro essa restrição durante a gravidez, para que ele não associe o bebê à proibições. Combinado?

A rotina deve se manter a mesma. Se você costuma passear com o animal, ou se dar a comida é responsabilidade sua, mantenha esses afazeres! A chegada do bebê deve ser algo que agregue alegria à casa e ao animal e não um intruso que tirou privilégios do cachorro.

Sozinho não
Por mais que você confie no seu cachorro e tenha certeza de que ele e seu filho se deram bem, não deixe os dois sozinhos nem por um momento. Acidentes acontecem e às vezes uma brincadeira ou mesmo uma atitude protetora do cachorro pode ser brusca demais para o bebê.

Bebê dá trabalho
É muito lindo e fácil escrever tudo isso, mas sei que a chegada de um bebê dá bastante trabalho e às vezes fica difícil dividir a atenção nos primeiros dias. Por isso, você deve sempre ter uma arma secreta ao seu alcance! Aquele brinquedo de morder que seu cachorro adora! Todo peludo têm um brinquedo ou um osso que é quase como uma chupeta. Ele fica horas mordendo e se distraindo. Assim, quando você precisar se dedicar exclusivamente ao bebê e o cachorro estiver demandando também sua atenção, ofereça esse brinquedo. Ele se sentirá recompensado e ficará tranquilo por algum tempo sem nem prestar atenção em você e no irmãozinho humano.

  • Trupe da Kuki Clínica Veterinária -

Saúde em dia
Isso independe da chegada de um bebê em casa, mas é sempre bom reforçar. Mantenha o animal sempre vacinado e vermifugado, com antipulgas em dia e a saúde em ordem.

Seguindo essas dicas, sua casa vai ter o dobro de alegria e o triplo de amor, com certeza! <3

  • Trupe da Kuki Clínica Veterinária -

Já passou por essa situação na sua casa? Conta pra gente como foi essa experiência aqui em baixo nos comentários! 😉

Veja também

Mau hálito em cães: o que fazer?23/03/17 É impossível negar o quanto mau hálito em cães incomoda! Principalmente porque estão constantemente nos enchendo de beijinhos! Em grande parte dos casos, o odor ruim está ligado à má higiene bucal ou ausência desta. Temos que ter em mente a importância da escovação dos dentes dos pets, da mesma forma que vemos a......
POR QUE ALGUNS CACHORROS COMEM COCÔ?11/01 ELE COME COCÔ PORQUE ESTÁ DOENTE? QUAIS OS RISCOS PARA A SAÚDE? O QUE FAÇO SE ELE COMER COCÔ DE OUTROS CACHORROS? TIRE AS SUAS DÚVIDAS!   Sabia que alguns cachorros comem cocô? Parece......
Intoxicação de cães e gatos por raticidas09/03/17 Há várias coisas que podem intoxicar os pets de estimação. Uma delas é a intoxicação por chocolate, que é muito comum na época da páscoa. Há também as plantas ornamentais como......

Voltar para Blog