Aba 1

Trupe da Kuki Clínica Veterinária
E-mail
Resolva :

Postado em 11 de Abril de 2017 às 09h29

Cães diabéticos: qual o cardápio?

Trupe da Kuki Clínica Veterinária Nossos bichinhos deveriam ser imunes a todo e qualquer tipo de problema, né? Mas infelizmente, como seres vivos que são, algumas doenças são inevitáveis por mais que você...

Nossos bichinhos deveriam ser imunes a todo e qualquer tipo de problema, né? Mas infelizmente, como seres vivos que são, algumas doenças são inevitáveis por mais que você cuide sempre muito bem da saúde do seu amigo. A diabetes é uma das doenças que podem acometer os cachorros e ela surge por diversos fatores, o mais comum é predisposição genética. Os cães diabéticos não produzem a quantidade de insulina necessária para controlar a glicose no sangue.

Sintomas de cães diabéticos
Essa doença é de certa forma discreta e exige uma atenção maior para ser detectada rapidamente.

Cães diabéticos tomam muito mais água do que o de costume e urinam muito mais, também. Além disso, o animal tem bastante fome e, mesmo comendo muito, apresenta perda de peso.

No entanto, para comprovar a presença da diabetes, é preciso fazer alguns exames como de sangue e urina.

Quando diagnosticado com a doença, seu cãozinho vai ter que sofrer uma adaptação na rotina. Diabetes não tem cura, mas pode e deve ser controlada através de medicamento, exercício e principalmente alimentação.

O que comer
No mercado existem inúmeras rações especiais para os mais diversos motivos: obesidade, pelagem, alergias, cães filhotes, adultos, idosos e também para os diabéticos.

Cães diabéticos devem ter uma alimentação rica em fibras e carboidratos complexos, que desempenham uma absorção mais lenta prolongando a sensação de saciedade e mantendo sob controle os níveis de glicose no sangue.

Se você é adepto da alimentação natural (como já falamos um pouco neste post aqui), você deve procurar os alimentos com as mesmas características das descritas a cima além de controlar a quantidade. Mas, como sempre, leve ao médico veterinário antes de introduzir a nova alimentação, para que ele possa direcionar melhor mantendo a alimentação equilibrada com todas as fontes de vitaminas necessárias.

Os legumes continuam liberados, pincipalmente a cenoura. Frutas também, mas nunca em excesso já que possuem açúcar natural. Dê preferência para carnes magras e alimentos integrais.

Hora do papá
Além da alimentação controlada e diferenciada, cães diabéticos devem manter uma rotina bem rígida na alimentação. A comida deve ser sempre servida na mesma quantidade e nos mesmos horários, para evitar picos e descontrole da glicemia. Petiscos, dentro da dieta, podem ser servidos com moderação.

Provavelmente seu cachorrinho terá que tomar injeções diárias de insulina. Sendo assim, os horários da alimentação variam de acordo com a hora e as doses da medicação. Seu médico veterinário irá te instruir corretamente sobre esse procedimento.

Muita água, exercício físico e, como sempre, amor! Mesmo com essa doencinha chata, seu amigo terá uma longa e feliz vida!

Veja também

Cuidados importantes com cães idosos11/07/17 A idade vai chegando e os cuidados devem ser cada vez maiores! Neste artigo você vai saber quais são os cuidados importantes com cães idosos. Você sabe com quantos anos um cão é considerado idoso? Então continue lendo para saber. Como saber se o cachorro é idoso? Para saber se um cachorro já é considerado idoso, é importante......
Gatos sentem calor? 5 dicas para ajudar seu miau a se refrescar13/07/17 Apesar de sabermos exatamente os efeitos das altas temperaturas em humanos, às vezes não é tão claro assim como elas afetam os nossos pets. Não é estranho se perguntar ‘será que gatos sentem......

Voltar para Blog