Aba 1

Trupe da Kuki Clínica Veterinária
E-mail
Resolva :

Postado em 15 de Setembro de 2017 às 08h30

Consulta veterinária pediátrica: o que devo saber?

Dicas (21)
Trupe da Kuki Clínica Veterinária Levar o filhote ao veterinário é muito importante tão logo ele chegue à nova casa. O veterinário vai examinar o animal e recomendar tudo o que ele precisa durante essa fase...
Levar o filhote ao veterinário é muito importante tão logo ele chegue à nova casa. O veterinário vai examinar o animal e recomendar tudo o que ele precisa durante essa fase tão importante de crescimento.
Basicamente o que será feito é:
1 – Prescrição da alimentação mais adequada: você já se perguntou por que existem tantas rações e tipos no mercado? Elas existem, pois, as necessidades nutricionais de filhotes de diversos portes são diferentes e há até mesmo diferenças entre as raças. O formato e tamanho da ração para um filhote pequeno é diferente de um filhote grande, ou até o formato para cães com focinhos mais curtos pode ser diferente de animais de focinhos mais compridos. Portanto, nada melhor que o médico veterinário para poder dizer o número de vezes e intervalo entre as refeições, e qual a melhor opção.
2 – Solicitação de exames de fezes e sangue: para saber se seu animal não tem doenças e poder iniciar o ciclo de vacinas, é importante realizar alguns exames preventivos. Esses são os mais básicos e necessários. Peça anualmente.
 
3 – Indicação de vermífugos e vacinas: várias doses de vermífugos e vacinas serão necessárias. O veterinário vai esclarecer as dúvidas e fazer as indicações desses preventivos.
4 – Informar sobre a castração: isso porque castrar antes do primeiro cio ou no caso de machos antes de começarem a demarcar território é extremamente benéfico ao pet; o veterinário vai explicar como é feito, o que é necessário para realizar o procedimento e a melhor idade para isso.
5 – Examinar fisicamente: várias ocorrências podem ser bem comuns na infância, tais como: diarreias, dores de ouvido, descamação na pele, falta de cálcio, etc. O médico veterinário através dos seus conhecimentos irá indicar a melhor terapia para trazer o animal às condições saudáveis.
 
 

Veja também

Cachorro com medo de fogos de artifício12/12/17 O medo de fogos de artifício é uma fobia muito comum nos cães. O réveillon é uma época temida por donos e cães. É normal que eles assustador o barulho alto e repentino e o clarão que se forma no céu. Mesmo o cão mais confiante e equilibrado pode se assustar e ficar com medo de sons que não são familiares para ele. A boa......
Beijar seu pet faz mal: mito ou verdade?28/03/17 Embora se fale muito sobre não beijar seu animal de estimação, é importante destacar que essa pergunta não é tão fácil de ser respondida. É imprescindível pensar sobre isso. Beijar seu pet......

Voltar para Blog