Aba 1

Trupe da Kuki Clínica Veterinária
E-mail
Resolva :

Postado em 18 de Maio de 2017 às 07h29

Gato novo em casa: ajudando na adaptação

Trupe da Kuki Clínica Veterinária Sempre que formos introduzir um animal em um ambiente que não lhe é familiar, o primeiro passo é sempre avaliar se esse local está adequado para ele e quais as...

Sempre que formos introduzir um animal em um ambiente que não lhe é familiar, o primeiro passo é sempre avaliar se esse local está adequado para ele e quais as alterações que precisam ser feitas para que ele se adapte com mais facilidade e segurança. Acostumar um gato novo em casa: não é uma tarefa fácil, mas se seguir os cuidados abaixo, a situação pode ficar mais fácil

É normal que ele fique muito nervoso em um ambiente desconhecido, por isso é necessário ter paciência e dedicação nesta fase de adaptação.

“Os gatos precisam de privacidade. Lugares calmos. Esconderijos. Ambientes onde possa andar, escalar e saltar”, comenta o médico veterinário José Mourino.

É necessário também manter sempre o tipo de alimento com o qual ele está acostumado e fornecer várias fontes de água e vasilhas sanitárias, para que ele se sinta confortável e à vontade.

Cuidados para acostumar um gato novo em casa
É preciso tomar especial cuidado com pessoas que pegam o gato sem que ele peça. Isso pode deixá-lo estressado e com medo de ser machucado.

Se na casa já houver cães muito agitados e outros gatos agressivos, a atenção deve ser redobrada para essa fase de adaptação, visto que, além do estresse ser maior, existe o risco de algum deles sair ferido em uma eventual briga.

O segredo é deixar o ambiente calmo e oferecer rotas de fuga.

“Quando existem cães no ambiente, o simples fato de colocar prateleiras e conectar a casa toda pelo alto em vários andares já resolve o problema”, orienta Mourino.

A situação é mais complicada quando os animais já são adultos. Gatos filhotes, no entanto, se acostumam muito bem com cães e outros gatos.

Atenção!
É importante lembrar que os gatos são animais que preferem viver sozinhos. Arrumar um outro gato ou um cão para animar um gato não é uma boa ideia. Consulte sempre seu veterinário antes de fazer essa introdução.

Veja também

Preparação física dos cães10/01 Você sabia que os pets precisam se exercitar? Uma vida sedentária pode levá-lo a ter diversos problemas de saúde. O bom da prática do exercício dos cães é que na maioria das vezes o dono precisa ser exercitar junto, ou seja, faz bem para a saúde dos dois. Você não faz nada com seu pet? Tudo bem, ainda é tempo de começar. Para......
8 dicas para tratar queda de pelo de cachorro19/02 A queda de pelo de cachorro acontece, naturalmente, devido à troca de pelos, que é um processo natural, com maior intensidade nas épocas de verão e inverno. Com a troca, ocorre é claro, a queda de pelo,......
Coceira em cães: seu cão se coça mais do que o normal?20/01/17 Comer, beber água, dormir, brincar e se coçar: essas são algumas das atividades que nossos cães costumam fazer todos os dias. No entanto, se seu cachorro está se coçando mais do que o normal, esse pode ser um sinal de......

Voltar para Blog