Aba 1

Trupe da Kuki Clínica Veterinária
E-mail
Resolva :

Postado em 09 de Maio de 2017 às 07h18

Gatos e bebês: isso é um problema?

Gatos (20)
Trupe da Kuki Clínica Veterinária Não precisa de desespero. É claro muitas grávidas se questionam o que vão fazer no futuro, tendo em casa gatos e bebês (no singular ou no plural) e se vai se deparar com...

Não precisa de desespero. É claro muitas grávidas se questionam o que vão fazer no futuro, tendo em casa gatos e bebês (no singular ou no plural) e se vai se deparar com dificuldades para manter o equilíbrio entre os dois.

Primeiro de tudo, é importante lembrar que animais domésticos não são objetos, então você não pode descartá-los a qualquer momento. A adoção é um ato de responsabilidade e é necessário sempre ter isso em mente.

Além disso, a ideia de que gatos trazem risco à saúde de bebês e crianças não passa de um mito. Gatos e bebês podem conviver normalmente, sem dificuldades algumas.

“O animal tem, é claro, que se acostumar com a situação, porque ele estava ali ‘primeiro’”, afirma a médica veterinária Bianca Couto, da clínica The Cat From Ipanema, que viveu a experiência na pele. “Meus gatos entravam dentro de berço, dormiam na mesma cama e eu nunca tive problema algum”, conta.

Cuidados com os gatos e bebês
Para que a convivência entre os gatos e bebês seja tranquila e não haja preocupações, a resposta é bem simples: basta manter o seu gato saudável.

“É só você manter esse animal com idas ao veterinário, vermifugado, vacinado, unhas aparadas para não ter o problema de arranhar o neném, o que pode acontecer acidentalmente”, explica Bianca.
Além disso, o esforço para acostumar os dois deve ser constante, para que não haja estranheza de nenhuma das partes.

Saúde e ciência
Não é apenas mentira que gatos podem prejudicar a saúde dos bebês, como na realidade, a história é justamente o contrário: existem vários estudos hoje em dia que dizem que as crianças que convivem com os animais ficam mais saudáveis.

“Elas acabam desenvolvendo mais imunidade e menos tendência a terem alergias. No caso de criança alérgica, tem que fazer teste para ver ao que exatamente a criança é alérgica. Não pode pular para a conclusão de que é o pêlo do gato”, recomenda a veterinária.

Além disso, estudos mostram que os felinos têm grande potencial terapêutico.

Então, mamãe ou futura mamãe, nada de se desesperar: gatos e bebês podem conviver tranquilamente e quem disser o contrário não sabe do que está falando.

Veja também

Mau hálito em cães: o que fazer?23/03/17 É impossível negar o quanto mau hálito em cães incomoda! Principalmente porque estão constantemente nos enchendo de beijinhos! Em grande parte dos casos, o odor ruim está ligado à má higiene bucal ou ausência desta. Temos que ter em mente a importância da escovação dos dentes dos pets, da mesma forma que vemos a......
8 dicas para tratar queda de pelo de cachorro19/02 A queda de pelo de cachorro acontece, naturalmente, devido à troca de pelos, que é um processo natural, com maior intensidade nas épocas de verão e inverno. Com a troca, ocorre é claro, a queda de pelo,......
Os tempos de vida dos cães17/01 Você sabe como é dividida a vida dos cães? E a dos gatos? Sabia que eles também têm a fase da infância, adolescência, fase adulta e velhice? Os animais, assim como o homem, têm várias fases da vida.......

Voltar para Blog