Aba 1

Trupe da Kuki Clínica Veterinária
E-mail
Resolva :

Postado em 09 de Março de 2017 às 07h08

Intoxicação de cães e gatos por raticidas

Trupe da Kuki Clínica Veterinária Há várias coisas que podem intoxicar os pets de estimação. Uma delas é a intoxicação por chocolate, que é muito comum na época da páscoa....

Há várias coisas que podem intoxicar os pets de estimação. Uma delas é a intoxicação por chocolate, que é muito comum na época da páscoa. Há também as plantas ornamentais como o copo e leite e o comigo ninguém pode, que frequentemente intoxicam e muitas vezes matam os gatinhos. Sem contar quando o dono resolve dar medicamento sem a orientação do médico veterinário e acaba ou dando o remédio errado ou administrando uma dose muito alta que faz com que o pet se intoxique e se não for socorrido logo acabe vindo a óbito. Embora os motivos sejam diversificados, hoje vamos falar das intoxicações de cães e gatos por raticidas.

Como occorre a intoxicação dos cães e gatos?
Muitas vezes as pessoas compram raticidas no supermercado e espalham pela casa para acabar com o visitante indesejado, o rato. Para isso, costumam misturar o veneno a algum alimento. Esse mesmo alimento usado para atrair o rato, acaba chamando a atenção dos gatinhos e dos cães, que acabam ingerindo o alimento e o veneno.

Há também as intoxicações criminosas, realizadas por pessoas que compram outro tipo de veneno, que não é vendido nos supermercados e é ilegal, e jogam para matar o animal. Infelizmente isso acontece muito, ou seja, há vários assassinos de seres indefesos espalhados pelo mundo. Seja qual o motivo for que o pet tenha ingerido o veneno, o socorro deve ser imediato.

Meu cão ingeriu veneno para ratos, e agora?
Os de mercado funcionam como anticoagulantes. Eles são absorvidos pelo intestino do pet que os ingeriu caem na corrente sanguínea e impedem a coagulação, fazendo com que a hemorragia interna generalizada aconteça. O bichinho começa a ficar triste, apático, tossindo, anêmico, tem aumento da região abdominal e dificuldade de respirar. Quando o veneno é esse, se o dono for rápido e correr para o médico veterinário, o animal viverá. O antídoto é a vitamina K, mas outras medicações paliativas, que auxiliarão a estabilizar o animal, precisam ser administradas, na maioria dos casos.

O perigoso chumbinho
Já o veneno criminoso e ilegal, é mais complicado e difícil de conseguir salvar o bichinho. É o carbamato Aldicarb, que é popularmente conhecido como chumbinho. O nome popular foi dado porque esse veneno tem aparência de grânulos de chumbo. Vendido ilegalmente para matar ratos, é usado por criminosos que quer matar animais das ruas ou dos vizinhos. O pet pode morrer em menos de 10 minutos, dependendo da quantidade ingerida e do tamanho do bichinho.

Sintomas da ingestão do chumbinho
Salivação excessiva, vômito, diarreia, convulsão, incoordenação, tremor e falta de ar são os sinais clínicos apresentados. Os órgãos entram em falência e salvá-lo é muito difícil. Na maioria das vezes não é possível chegar à clínica com o animal ainda vivo. Caso esse problema ocorra com algum dos seus animais ou você tenha algum pet novo e saudável que tenha uma morte súbita, é importante procurar pela casa se há algum resíduo do veneno que pode ter sido jogado por um criminoso. O animal também pode ser necropsiado por um médico veterinário para saber a causa da morte e para que um laudo seja emitido.

Se a morte for por envenenamento criminoso, procure a polícia e registre queixa, pois há um assassino morando perto de você.

Veja também

O menor cachorro do mundo17/06 Assim como já falamos sobre os maiores cachorros do mundo, também devemos falar sobre os pequenininhos, não é mesmo? E, de acordo com os últimos recordes oficialmente registrados, Miracle Milly, uma chihuhua muito simpática que pesa somente 500 gramas é quem detém o título. Nascida no ano de 2011, os pais humanos de Milly não acreditavam......

Voltar para Blog