Aba 1

Trupe da Kuki Clínica Veterinária
E-mail
Resolva :

Postado em 10 de Janeiro às 09h13

Preparação física dos cães

Dicas (30)
Trupe da Kuki Clínica Veterinária Você sabia que os pets precisam se exercitar? Uma vida sedentária pode levá-lo a ter diversos problemas de saúde. O bom da prática do exercício dos cães é...
Você sabia que os pets precisam se exercitar? Uma vida sedentária pode levá-lo a ter diversos problemas de saúde. O bom da prática do exercício dos cães é que na maioria das vezes o dono precisa ser exercitar junto, ou seja, faz bem para a saúde dos dois. Você não faz nada com seu pet? Tudo bem, ainda é tempo de começar. Para que vocês dois não sintam muito, comece com caminhadas leves, perto da sua casa mesmo.
Escolha um horário que esteja mais fresco ou pelo menos que o sol não esteja tão forte. Lembre-se de que o cachorrinho vai colocar o pezinho direto no chão. Se o chão estiver quente, ele se queimará. Uma boa escolha é antes das 9 horas da manhã e depois das 4 horas da tarde. Vá aos poucos. Se o pet nunca se exercitou, nos primeiros dias faça passeios leves de 15 minutos apenas. Aos poucos vá subindo isso até que vocês consigam chegar a pelo menos meia hora por dia.
Você notará que além da condição física do animal e da saúde melhorarem, ele ficará mais calmo em casa, quem tem cães muito agitados ou tem mais tempo disponível, pode caminhar uma hora por dia tranquilamente, desde que o aumento do tempo e do ritmo sejam feitos aos poucos e que o cão não tenha nenhuma doença que impeça isso. Não sabe se o cão tem algo? Leve-o ao médico veterinário antes de intensificar os exercícios.
Cães que precisem de mais atividade física do que uma caminhada, podem ser levados à prática do agility ou fazer corridas longas com o dono. Isso é muito bom desde que as condições de saúde do cão sejam boas e seus limites sejam respeitados. Os resultados desse exercício mais intenso serão desenvolvimento da musculatura e os ossos e aumento da força.
Posso sair correr com meu pet hoje?
Seu pet tem algum problema de saúde? Se a resposta for sim, ligue para o médico veterinário que o acompanha e pergunte se você pode caminhar com o cão sem causar danos ao problema de saúde que ele já tem. Caso você não saiba se o pet tem ou não algo, vá a um médico veterinário para que ele seja examinado. Alguns problemas de articulação, por exemplo, se tornam um obstáculo a realização de exercícios mais pesados.
Cães com esse problema precisam ser acompanhados e provavelmente só poderão fazer caminhadas leves e brincadeiras com bolinhas, para não se prejudicarem. O pet foi liberado pelo médico veterinário? Ótimo! Vá aos poucos aumentando a intensidade dos exercícios, até que você consiga correr com ele. Respeite sempre os limites do cão e seus horários de dormir e se alimentar. Natação também pode ser um bom exercício, mas nunca deixe o cão sozinho na piscina. Ele precisa estar sempre acompanhado para evita acidentes. Se o cão for filhote, cuidado com o exercício feito.
Lembre-se de que ele está em desenvolvimento e atividades muito impactantes devem ser evitadas para não prejudicar a saúde animal. Seja qual for a escolha, lembre-se de fazer com que esse momento seja agradável não apenas para você, mas também para o seu pet.

Veja também

Você sabia que os animais contribuem para a saúde dos bebês ?05/09/17 O que mais falamos aqui no Dicas Petlove é o quanto os animais nos fazem bem, não é? Alegram nossas vidas, nos fazem companhia e são verdadeiros membros da família. Agora, muita gente tem receio de criar um animalzinho convivendo com um bebê ou uma criança. Mas quer saber de uma coisa? Essa convivência é, além de maravilhosa, saudável. Isso......
Mau hálito em cães: o que fazer?23/03/17 É impossível negar o quanto mau hálito em cães incomoda! Principalmente porque estão constantemente nos enchendo de beijinhos! Em grande parte dos casos, o odor ruim está ligado à má higiene bucal......
Fraturas em animais domésticos - primeiros socorros21/06/17 Qual cãozinho ou gatinho não gosta de uma nova aventura? Escalar uma cortina, pular para o telhado do vizinho, saltar da escada ou até um pulo repentino do sofá podem resultar em fraturas. Pode parecer difícil, mas no caso......

Voltar para Blog