Aba 1

Trupe da Kuki Clínica Veterinária
E-mail
Resolva :

Postado em 19 de Junho de 2017 às 09h56

Se o meu cão não estiver doente eu preciso levá-lo ao médico veterinário?

Dicas (30)
Trupe da Kuki Clínica Veterinária Se o meu cão não estiver doente eu preciso levá-lo ao médico veterinário? É importante levar o filhote ao veterinário para que seja feito um exame...

Se o meu cão não estiver doente eu preciso levá-lo ao médico veterinário?
É importante levar o filhote ao veterinário para que seja feito um exame clínico completo e que você receba as devidas orientações quanto à saúde e aos cuidados do seu filhote. Você mesmo pode observar algumas características gerais de um cão saudável, como:

Pelagem: Deve ser macia, brilhante e forte, sem quedas de pêlos localizadas. Os cães trocam de pêlos naturalmente 2 a 3 vezes por ano. Nas regiões cujo clima não é muito bem definido, estas trocas são prolongadas e podem durar o ano todo. A intensidade desta queda de pêlo varia em função da raça e nutrição de seu cão. Alimentos com níveis adequados de proteína, equilíbrio entre ácidos graxos ômegas 3 e 6, vitaminas e minerais podem diminuir esta perda de pêlos.
Olhos: Devem ser limpos, abertos e atentos, sem excesso de lágrimas, descamação ou sensibilidade à luz.
Focinho: Deve ser sempre úmido e fresco. Espirros, tosse e corrimento nasal são sinais de uma possível infecção respiratória.
Dentes: Observe os dentes do filhote. Os dentes de leite (32 dentes) aparecem com 2 a 8 semanas de idade e são trocados pelos permanentes (42 dentes) entre 4 a 7 meses de idade. O processo de troca encerra-se aproximadamente com 8 meses de vida. O crescimento dos novos dentes irritam a gengiva e incomodam o filhote, por isto, nesta fase, ele morde tudo que encontra pela frente. Para diminuir este problema, dê brinquedos para ele, mas cuidado porque alguns são inadequados e podem ser engolidos ou feri-lo. O cão dificilmente tem cárie, entretanto pode apresentar tártaro, que é caracterizado pela formação de uma placa bacteriana de coloração amarelada e de odor desagradável, que pode levar a queda dos dentes e problemas cardíacos e renais.
Sistema digestivo: Os principais indicativos de problemas são: vômito, diarréia, constipação (dificuldade para defecar), e sangue nas fezes. São inúmeras as causas que podem levar a estes problemas, portanto ao aparecimento destes sintomas leve-o ao veterinário.

Veja também

O maior cachorro do mundo17/06/18 Muita gente tem curiosidade em saber qual é o maior cachorro do mundo. Embora existam raças realmente gigantes, o cachorro que foi considerado o maior de todo o planeta de forma oficial foi Zeus, um dogue alemão que viveu por apenas......
Cães diabéticos: qual o cardápio?11/04/17 Nossos bichinhos deveriam ser imunes a todo e qualquer tipo de problema, né? Mas infelizmente, como seres vivos que são, algumas doenças são inevitáveis por mais que você cuide sempre muito bem da saúde do seu......

Voltar para Blog